terça-feira, 31 de julho de 2012

Passatempo "A Vingança do Lobo"


Olá a todos!
Para terminar o mês de julho em grande, tenho para oferecer uma cópia do livro de Vítor Frazão, "A Vingança do Lobo".
Se ainda não leram este livro, não deixem passar a oportunidade em branco. É muito simples! Para participarem no passatempo, têm apenas de seguir estes passos:

1) Tornar-se seguidor do Blogue (basta clicar na opção "aderir a este site" que se encontra na barra lateral esquerda sob o título "Seguidores/ Followers");

2) Responder às perguntas do formulário.


O passatempo termina à meia-noite de 16 de agosto, sendo válida apenas uma participação por morada. O vencedor será selecionado através da Random.Org e anunciado na tarde de 17 de agosto.

Uma ajudinha: podem encontrar as respostas ao questionário aqui. Para os interessados, cliquem aqui para serem reencaminhados para o blogue do autor.


NOTA: O passatempo já terminou. Encontre o resultado aqui.

domingo, 29 de julho de 2012

Livros&Blogues| Books&Blogs


Nome: Romance Book Junkies
Administradora: Danielle Schmidt




ENTREVISTA A DANIELLE


OLÁ! QUANDO NASCEU O TEU BLOGUE?
02 de agosto de 2010.

QUE RAZÕES TE LEVARAM A CRIÁ-LO?
Criei o meu blogue por causa do meu amor pela leitura e para compartilhar o que li com outros amantes de romances. Durante a minha vida conheci muito pouca gente pessoalmente que gostava de romances, e através do meu blogue tenho sido capaz de interagir com milhares de pessoas diferentes que amam livros tanto quanto eu. Também adoro ajudar as pessoas a tomarem decisões informadas quanto à escolha do próximo livro a ler através dos meus comentários e book tours.

O QUE PODEM OS VISITANTES ENCONTRAR NO BLOGUE?
Os visitantes podem encontrar críticas, entrevistas, guest-posts de autor, livros em destaque, excertos, desafios e muitos passatempos.

QUE BALANÇO FAZES DESDE QUE CRIASTE ESTE ESPAÇO ATÉ HOJE?
O meu blogue tem passado por muitas mudanças desde que o comecei. Pedi a designer gráfico para fazer o design do blog que veem hoje, e eu fui de publicar talvez 3 vezes por semana a quase todos os dias. Também comecei a participar em blog tours que seleciono com o interesse dos meus leitores em mente.

QUAIS AS MAIORES DIFICULDADES QUE ENCONTRASTE ENQUANTO BLOGGER?
A maior dificuldade é encontrar tempo para gerir toda a rede social que está envolvida na execução de um blogue de sucesso.

QUAL A MAIOR ALEGRIA QUE O TEU BLOGUE TE DEU?
Todos os grandes amigos que fiz através do meu blogue.



INTERVIEW WITH DANIELLE

HELLO! WHEN WAS YOUR BLOG BORN?
August 2, 2010

WHAT REASONS LED YOU TO CREATE IT?
I created my blog because of my love for reading and sharing what I've read with other romance book lovers. I have meet very few people in person during my life that enjoyed reading romance novels and through my blog I have been able to interact with thousands of different people that love books as much as I do. I also love helping people make informed decisions when picking their next book to read through my reviews and book tours.

WHAT CAN VISITORS FIND IN YOUR BLOG?
Visitors can find reviews, interviews, author guest posts, book spotlights, excerpts, challenges and lots of giveaways.

HOW DID THINGS GO SINCE YOU CREATED THIS SPACE UNTIL TODAY?
My blog has gone through many changes since I first started it. I had a graphic designer design the blog you see today and I have gone from posting maybe 3 times a week to posting almost every day. I have also begun to participate in lots of book tours that I pick with my readers interest in mind.

WHAT WERE THE BIGGEST DIFFICULTIES YOU FOUND AS A BLOGGER?
The biggest difficulty is finding time to do all the social networking that is involved in running a successful blog.

WHAT’S THE GREATEST JOY YOUR BLOG HAS GIVEN YOU?
All the great friends I've made through my blog.

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Crítica| Review: "Silêncio", Becca Fitpatrick


SINOPSE
Os problemas de comunicação entre Patch e Nora desapareceram. Ultrapassaram os segredos escondidos no passado de Patch… uniram dois mundos irreconciliáveis… enfrentaram desafios de traição, lealdade e confiança… e tudo por um amor que transcende as fronteiras do céu e da terra. Armados apenas com a confiança que nutrem um pelo outro, Patch e Nora entram numa luta desesperada para travar um vilão que possui o poder de destruir tudo por que lutaram – incluindo o amor que partilham – para sempre.

SYNOPSIS
The noise between Patch and Nora is gone. They've overcome the secrets riddled in Patch's dark past...bridged two irreconcilable worlds...faced heart-wrenching tests of betrayal, loyalty and trust...and all for a love that will transcend the boundary between heaven and earth. Armed with nothing but their absolute faith in one another, Patch and Nora enter a desperate fight to stop a villain who holds the power to shatter everything they've worked for—and their love—forever.




CRÍTICA
Acabei de ler este livro a 4 de julho de 2012. A classificação que lhe atribuo é de quatro estrelas.
Dizem que não há amor como o primeiro, talvez por isso tenha gostado mais do primeiro volume e apenas tenha dado cinco estrelas a esse.
Gostei que os ciúmes que marcaram o segundo livro tivessem sido eliminados. Esse volume tornou-se irritante por isso, portanto não senti a mínima falta deles. Também gostei da redescoberta dos sentimentos entre as personagens.
No entanto, não consigo deixar de considerar este livro como “morno”. Espero que o quarto recupere o calor que senti aquando da leitura do primeiro volume.

REVIEW
I finished reading this book on July 4th, 2012. The classification I assign it is four stars.
They say that there is no love like the first; maybe that’s why I enjoyed the first volume so much and I was unable to rate five stars any other than this.
I liked that the jealousy that marked the second book had been eliminated. That has made the 2nd volume truly irritating, so I didn’t miss them one bit. I also liked the rediscovery of feelings between the characters.
However, I can’t fail to consider this book as "lukewarm." I hope the fourth recovers the heat I felt when reading the first volume.


quarta-feira, 25 de julho de 2012

3Capas| 3Covers

As três capas desta semana foram sugeridas por Celester Mejia. Qual é a vossa opinião sobre as mesmas? E quais são as vossas três capas de livros preferidas? Enviem-me um e-mail com elas para rutecanhoto1@gmail.com. Todos os contributos são importantes!


The three covers this week have been suggested by Celester Mejia. What is your opinion on them? And what are your three favorite book covers? Send me an e-mail with them to rutecanhoto1@gmail.com. All contributions are important!




terça-feira, 24 de julho de 2012

Entrevista| Interview: Fábio Ventura



Olá. Acabei agora de ler “Orbias: As Guerreiras da Deusa”. É o teu primeiro livro a ser editado?
Sim, foi o meu primeiro livro a ser editado, neste caso pela Casa das Letras.

O que te levou a escrevê-lo?
Eu sempre gostei de imaginar histórias desde pequeno, mas nunca pensei em registá-las. Durante a faculdade, comecei a ganhar um gosto especial pela escrita. Por isso, tentei unir esses dois aspetos e materializá-los num livro. Foi um desafio que lancei a mim próprio.

Por quantos volumes é constituída esta série?
É constituída apenas por dois volumes, o "Orbias- As Guerreiras da Deusa" e o "Orbias- O Demónio Branco". Eu e a editora decidimos ficar pelos dois livros, uma vez que a história da protagonista termina mesmo no segundo livro. No entanto, não descarto a hipótese de um dia voltar ao universo de Orbias com uma história totalmente nova. Importa também dizer que escrevi 5 contos, disponíveis no meu blogue, que têm lugar entre o primeiro e o segundo livro.

Quando escreveste o “Orbias #1” tinhas por objetivo publicá-lo ou começou por ser “apenas uma história”?
Eu sempre tive o objetivo de publicá-lo, mesmo sabendo que seria bastante difícil. Escrevi-o tendo em conta um género e um público-alvo muito específicos, portanto esse objetivo esteve sempre cá. Mesmo assim, tentei ter sempre os pés bem assentes na terra, pois o mercado literário consegue ser muito duro, competitivo e concorrido.

Como decorreu a busca por uma editora?
Eu estabeleci um plano antes de contactar as editoras. Comecei por pesquisar sobre cada editora e juntei alguns contactos de email. Depois escolhi um capítulo, que funcionou como amostra, elaborei uma sinopse detalhada e uni uma série de argumentos e razões para ser publicado por aquela editora em específico. Depois disso, foi aguardar. Felizmente, tive uma resposta positiva da parte da Casa das Letras.

Que feedback tens recebido sobre esta série?
O feedback tem sido muito positivo, especialmente da parte do meu público-alvo. Quando publiquei, nunca esperei ter tantos fãs e leitores, leitores esses muito dinâmicos e participativos. Claro que também tive algumas opiniões menos boas, mas até essas foram muito importantes para o meu crescimento enquanto autor.

Onde podem os leitores encontrar-te?
Podem encontrar-me no Facebook (https://www.facebook.com/#!/orbias), no Blogger (htt://orbias-asguerreirasdadeusa.blogspot.com), no Goodreads (http://www.goodreads.com/author/show/3066307.F_bio_Ventura) e através do e-mail orbias@hotmail.com




Hi. I just read "Orbias: As Guerreiras da Deusa". Is it your first published book?
Yes, it was my first book to be published, in this case by the publisher Casa das Letras.

What led you to write it?
I always liked to imagine stories since childhood, but I never thought about writing them down. During college I started to get a taste for writing. So I tried to bring these two aspects together and materialize them in a book. It was a challenge that I set to myself.

How many volumes this series has?
It has just two volumes, "Orbias - As Guerreiras da Deusa" and "Orbias - O Demónio Branco". The publisher and I decided to stay for two books, since the story of the protagonist ends in the second book. However, I don’t put aside the possibility of returning to the universe of Orbias with a whole new story. I should also say that I wrote five short stories, available on my blog, which take place between the first and second book.
When you wrote the "Orbias #1" did you intend to publish it, or did it start as "just a story"?
I always had the goal of publishing it, even though it would be quite difficult. I wrote it taking into account a gender and a very specific target audience, therefore this goal has always been here. Still, I tried to always have your feet firmly on the ground, since the literary market can be very tough, competitive and crowded.

How was the search for a publisher?
I set a plan before contacting the publishers. I began by researching each publisher and gathered a few email contacts. Then I choose a chapter, which operated as a sample, I prepared a detailed synopsis, and join some arguments and reasons to be published by one publisher in particular. After that, I had to wait. Fortunately I had a positive response from Casa das Letras.

What feedback have you been given on this series?
The feedback has been very positive, especially from my target audience. When I was published, I never expected to have so many fans and readers, readers who very dynamic and participatory. Of course I also had some not so good reviews, but even these were very important to my growth as an author.

Where can readers find you?
You can find me on Facebook(https://www.facebook.com/#!/orbias), Blogger (htt://orbias-asguerreirasdadeusa.blogspot.com), Goodreads (http://www.goodreads.com/author/show/3066307.F_bio_Ventura) and through the e-mail orbias@hotmail.com

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Opinião| Review: “Orbias – As Guerreiras da Deusa”, Fábio Ventura


SINOPSE
Noemi é fã de cinema e séries de ação e aventura. Mas nunca imaginou que ela própria faria o papel de uma dessas personagens que de um momento para o outro veem a sua via normal dar uma volta de 180 graus. De uma forma pouco ortodoxa, descobre que é um Anjo, uma Guerreira ancestral renascida e que, numa dimensão paralela à da Terra, existe um mundo mágico regido por uma Deusa – Orbias.
Mas Noemi não terá apenas de lidar com os seus novos poderes e responsabilidades. Terá também de se confrontar com perigos e emoções aos quais não estava habituada, especialmente um sentimento em relação a Sebastian, um orbiano sedutor... Conseguirá ela superar a sua fragilidade e conflitos interiores para salvar os dois mundos da destruição?
Orbias é uma aventura fantástica repleta de ação, sensualidade, personagens e cenários surreais, humor e magia. Uma obra essencial para quem gosta de uma história cheia de surpresas e fantasia moderna.

BLURB
Noemi is a fan of movies and series of action and adventure. But she never imagined that she herself would play one of these characters that, from one moment to another, see their normal gibe a 180 degree turn. In an unorthodox manner, she discovers she’s an angel, an ancient warrior reborn, and that in a parallel dimension to Earth, there’s a magical world ruled by a goddess - Orbias.
But Noemi won’t only have to deal with her new powers and responsibilities. She will also need to confront dangers and emotions to which she’s not used to, especially this feeling about Sebastian, a seductive orbian... Can she overcome her weakness and internal conflicts to save both worlds from destruction?
Orbias is a fantastic adventure full of action, sensuality, surreal characters and backgrounds, humor and magic. An essential work for anyone who likes a story full of surprises and modern fantasy.

 



CRÍTICA
Acabei de ler o primeiro volume da série “Orbias” a 22 de junho de 2012. Dou-lhe três estrelas.
Sinceramente, não me agrada nada de criticar escritores portugueses, até porque gosto de valorizar o que é nacional, porém sou forçada a admitir que a história não me cativou. Além disso, houve outras coisas que me desiludiram ou de que não gostei. Menciono estas a título de exemplo:
- há repetições excessivas de palavras (ex: “repentinamente”, “filmes”, “paralisada”);
- encontrei erros que não esperava num livro publicado por uma editora de renome (ex: “de mais = demais”, “de pois = depois”, “eminência = iminência”);
- achei que a narrativa era uma mistura de “Navegantes da Lua” com “Alice no País das Maravilhas”, e a Lily era a Chapeleira Maluca depois de ter vivido a história de Hänsel e Gretel e ter empurrado a bruxa má para dentro do caldeirão;
- era dispensável o discurso nada heroico de quando as personagens estão a combater, que mais uma vez me fez lembrar a “Navegante da Lua”;
- a história é narrada de forma demasiado infantil quando as personagens afinal são crescidas e andam na faculdade.
Contudo, deixem-me ligar este último ponto a uma alteração agradável que senti na narrativa: quando Noemi e Sebastian passam a noite juntos, a história assume um carácter mais maduro. Notei alguma evolução na escrita, principalmente a partir daqui.
O final foi um pouco confuso. Afinal a Noemi não é quem parecia? Há que ler o próximo volume para o descobrir. Todavia, não creio que o vá fazer. Gostos não se discutem: há livros de que gostamos mais e outros de que gostamos menos, como em tudo na vida. Independentemente de tudo isto, desejo as maiores felicidades ao autor e faço votos de muito sucesso.

REVIEW
I just read the first volume of the series "Orbias" on June 22, 2012. I rate it three stars.
Honestly, I don’t like to criticize Portuguese writers at all, even because I like to value what’s national, but I am forced to admit that the story did not captivate me. In addition, there were other things that disappointed me or that I didn’t like. Let me mention these for example:
- There’s excessive repetition of words (e.g. "suddenly", "movies", "paralyzed");
- I found errors that I didn’t expect on a book published by a known publisher;
- I thought the story was a mixture of "Sailor Moon" and "Alice in Wonderland" - and Lily was the Mad Hatter after having lived the story of Hänsel and Gretel, and having pushed the wicked witch into the cauldron;
- The not heroic speech of when the characters are fighting was expendable - again it reminded me of "Sailor Moon";
- The story is narrated in a too childish way when, in fact, the characters are grown up and even go to college.
However, let me use this last point to underline a pleasant change I sensed in the narrative: when Noemi and Sebastian spend the night together, the story takes a more mature line. I noticed some evolution in the writing, especially from here.
The ending was a bit confusing. So, Naomi is not who we thought she was? I guess we would have to read the next volume to find out. However, I think I won’t do it. Tastes are not discussed: there are books we like more and others we like less, like everything in life. Regardless of all this, I wish every success to the author.


Link:
http://www.goodreads.com/review/show/352256844

domingo, 22 de julho de 2012

Livros&Blogues| Books&Blogs





Nome: As Histórias de Elphaba
Administradora: Elphaba J.



ENTREVISTA A ELPHABA

OLÁ! QUANDO NASCEU O TEU BLOGUE?
Olá, Rute. Antes de mais, obrigado por me contactares e me dares a oportunidade de falar um pouco sobre o meu espaço literário que me é tão querido. O meu blogue nasceu a 27 de Junho de 2010.

QUE RAZÕES TE LEVARAM A CRIÁ-LO?
Sempre adorei ler e, embora a minha família leia, senti uma imensa necessidade de expor a minha opinião e falar sobre este prazer que é, também, o meu vício. Admito que queria cativar as pessoas para a leitura e ter um acesso facilitado a quem lê, na altura esta pareceu-me a alternativa ideal. Também frequentava um fórum de leitura de uma editora, mas era muito específico, e eu pretendia falar sobre outros livros com igual entusiasmo.

O QUE PODEM OS VISITANTES ENCONTRAR NO BLOGUE?
Para além dos passatempos e das divulgações de um leque diversificado de editoras, quem me lê pode encontrar a minha opinião sobre os livros que leio.
Eu tento ler um pouco de tudo e, claro, aquilo que mais gosto, mas para mim é muito importante chegar a um número abrangente de leitores.
Algo que também prezo, e pretendo manter, é o cuidado de evidenciar, de forma explícita, para que público cada livro se aplica, bem como estruturar as opiniões de forma a facilitar a procura de informação relativa a uma determinada obra.
Por último, em cada recensão, os leitores podem encontrar um pouco da minha voz e do que senti em cada leitura.

QUE BALANÇO FAZES DESDE QUE CRIASTE ESTE ESPAÇO ATÉ HOJE?
O balanço não poderia ser mais positivo. Recebo imensos feedbacks, o número de seguidores vai sempre aumentando e creio que as pessoas gostam de ler o que escrevo. Penso que consegui criar um espaço muito específico para quem procura informações sobre a sua próxima leitura, com um cariz um pouco comercial, mas sem faltar um toque muito pessoal que expressa bem o que sou e o que sinto pelos livros.

QUAIS AS MAIORES DIFICULDADES QUE ENCONTRASTE ENQUANTO BLOGGER?
Não encontrei muitas, sou sincera, mas o plágio é algo que me afeta. Eu tento ser original e criativa no que faço, bem como no método que utilizo para expor as minhas opiniões e, infelizmente, nos últimos meses tenho constatado que muitas das minhas ideias são literalmente copiadas, o que, por ironia, contraria a imaginação associada a quem lê.

QUAL A MAIOR ALEGRIA QUE O TEU BLOGUE TE DEU?
Foram muitas as alegrias! Os elogios são um bálsamo e uma fonte de inspiração imensa para seguir com o trabalho que tenho feito. Nem sempre é fácil conjugar o dia-a-dia com o tempo que é necessário para manter o blogue sempre atualizado, e receber a atenção de quem me segue é muito importante.
É claro que existem dois ou três momentos que me deixam absolutamente babada, por exemplo, quando a autora Rebecca Johns comentou a minha opinião ao seu livro (http://historiasdeelphaba.blogspot.pt/2011/12/condessa-rebecca-johns-opiniao.html), ou mesmo quando recebi um feedback muito particular por email em relação à minha recensão do livro "Grita" (http://historiasdeelphaba.blogspot.pt/2012/05/grita-laurie-halse-anderson-opiniao.html).
Existiram vários, mas a maior alegria, sinceramente, é saber que levo alguém a ler um livro que me apaixonou e que no final irá sorrir como eu sorri.



INTERVIEW WITH ELPHABA

HI! WHEN WAS YOUR BLOG BORN?
Hello, Rute. First of all, thanks for contacting me and giving me the opportunity to talk a little about my literary space that is so dear to me. My blog was born on June 27, 2010.

WHAT REASONS LED YOU TO CREATE IT?
I always loved to read, and although my family reads, I felt a great need to state my opinion and talk about this pleasure that is also my addiction. I admit I wanted to attract people to read and have easier access to those who reads; at the time, this seemed the ideal alternative. I also attended a reading forum for a publisher, but it was very specific, and I wanted to talk about other books with equal enthusiasm.

WHAT CAN VISITORS FIND IN YOUR BLOG?
Apart from giveaways and promotions from a diverse range of publishers, who reads it can find my opinion on books I read. I try to read a little of everything and, of course, what I like best; but for me it is very important to reach a broad number of readers.
Something else I hold dear and I intend to keep is the careful to show, explicitly, to which public each book applies, as well as to structure the reviews in order to facilitate the search for information on a particular project.
Finally, in each recension, readers can find a bit of my voice and what I felt in each reading.

HOW DID THINGS GO SINCE YOU CREATED THIS SPACE UNTIL TODAY?
The balance could not be more positive. I get lots of feedback, the number of followers is always increasing, and I think people like to read what I write. I think I could create a very specific space for those seeking information about their next reading, a little commercial in nature, but without missing a very personal touch that expresses well what I am and what I feel for books.

WHAT WERE THE BIGGEST DIFFICULTIES YOU FOUND AS A BLOGGER?
I found many, I am sincere, but plagiarism is something that affects me. I try to be original and creative in what I do, as well as in the method I use to expose my opinions; unfortunately, in recent months, I have found that many of my ideas are literally copied, which – ironically - goes against the imagination associated with who reads.

WHAT’S THE GREATEST JOY YOUR BLOG HAS GIVEN YOU?
There were many joys! The compliments are a balm and a huge source of inspiration to continue with the work I have done. It’s not always easy to combine the day-to-day with the time it takes to keep the blog updated, and to receive the attention of those who follow me is very important.
Of course there are two or three moments that make me absolutely proud; for example, when the author Rebecca Johns commented on my review of her book (http://historiasdeelphaba.blogspot.pt/2011/12/condessa-rebecca-johns-opiniao.html), or when I received a very particular feedback by email regarding my recension of the book "Grita" (http://historiasdeelphaba.blogspot.pt/2012/05/grita-laurie-halse-anderson-opiniao.html).
There were several, but the greatest joy, honestly, is knowing that I take someone to read a book that I fell in love with and that, in the end, one will smile as I smiled.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Opinião| Review: “Amante de Sonho”, Sherrilyn Kenyon


SINOPSE
Livro parte do universo Dark-Hunter/Predador da Noite, mas não conta com nenhum dos guerreiros, por isso numerado como 0.
Grace Alexander, uma bonita terapeuta sexual de Nova Orleães, julgava estar destinada a uma vida sem paixão. Até ao dia em que a amiga Selena a convence de que, por artes mágicas, poderá convocar um escravo de amor durante um mês. Certa de que a magia da amiga irá falhar, Grace deixa-se levar pela brincadeira. Mas...

BLURB
Dear Reader,
Being trapped in a bedroom with a woman is a grand thing. Being trapped in hundreds of bedrooms over two thousand years isn't. And being cursed into a book as a love-slave for eternity can ruin even a Spartan warrior's day.
As a love-slave, I know everything about women. How to touch them, how to savor them, and most of all, how to pleasure them. But when I was summoned to fulfill Grace Alexander's sexual fantasies, I found the first woman in history who saw me as a man with a tormented past. She alone bothered to take me out of the bedroom and onto the world. She taught me to love again.
But I was not born to love. I was cursed to walk eternity alone. As a general, I had long ago accepted my sentence. Yet now I have found Grace--the one thing my wounded heart cannot survive without. Sure, love can heal all wounds, but can it break a two-thousand-year-old curse?

Julian of Macedon

 



CRÍTICA
Acabei de ler este livro a 18 de junho de 2012, apenas porque o avançado da hora me fez concluir que era pouco sensato lê-lo de uma só vez. É deveras cativante, por isso dou-lhe cinco estrelas.
Gostei bastante: senti empatia com as personagens, a autora transmite bem os sentimentos e a estória está bem construída. E, o melhor de tudo, tem um final que não nos obriga a esperar pelo próximo livro para sabermos o que vai acontecer. Gosto de séries, mas estou a ficar um pouco saturada de ter sempre de ficar à espera por mais…
Apenas achei confusa e desnecessária a aparição do escudo e da espada no quarto; foi descontextualizado e era escusado. Era a única coisa que mudaria.
Concluindo, fiquei fã desta série e tenciono segui-la. Assim que voltar à biblioteca, vou tentar trazer os próximos quatro volumes se estiverem disponíveis.

REVIEW
I finished reading this book on June 18, 2012, only because the late hour made ​​me conclude that it was unwise to read it at once. It is very catchy, so I rate it five stars.
I really liked it: I felt empathy with the characters, the author conveys the feelings well, and the story is well constructed. And, best of all, it has an ending that does not force us to wait for the next book to know what will happen. I like series, but I'm getting a little saturated of always having to wait for more ...
I just consider confusing and unnecessary the appearance of the shield and sword in the room; it was out of context and pointless. It was the only thing I would change.
In conclusion, I am now a fan of this series and I intend to follow it. Once back to the library, I'll try to bring the next four volumes if they are available.


Link:
http://www.goodreads.com/review/show/350372531

quarta-feira, 18 de julho de 2012

3Capas| 3Covers

As três capas desta semana foram sugeridas por Samantha Young, autora de livros como "Slumber", "Fire Spirits" ou "Warriors of Ankh". Qual é a vossa opinião sobre as mesmas? E quais são as vossas três capas de livros preferidas? Enviem-me um e-mail com elas para rutecanhoto1@gmail.com. Todos os contributos são importantes!


The three covers this week have been suggested by Samantha Young, author of books such as "Slumber", "Fire Spirits" and "Warriors of Ankh". What is your opinion on them? And what are your three favorite book covers? Send me an e-mail with them to rutecanhoto1@gmail.com. All contributions are important!




segunda-feira, 16 de julho de 2012

Opinião| Review: “Cobiça”, J.R. Ward


SINOPSE
Redenção não é uma palavra que Jim Heron conheça muito bem. A sua especialidade é a vingança e, para ele, o pecado é relativo. Mas tudo muda quando se torna um anjo caído e é incumbido da tarefa de salvar sete pessoas dos sete pecados mortais... e o fracasso não é permitido. Há muito que Vin diPietro se entregou ao trabalho... até que o destino intervém na forma de um autoproclamado salvador de aspeto duro e de uma mulher que o fará questionar o seu destino. Com uma entidade malévola pronta a reclamá-lo, Vin tem de unir forças a um anjo caído não só para conquistar a sua amada... mas também para salvar a sua alma.

BLURB
Redemption isn’t a word Jim Heron knows much about—his specialty is revenge, and to him, sin is all relative. But everything changes when he becomes a fallen angel and is charge with saving the souls of seven people from the seven deadly sins. And failure is not an option. Vin DiPietro long ago sold his soul to his business, and he’s good with that — until fate intervenes in the form of a tough- talking, Harley-riding, self-professed savior. But then he meets a woman who will make him question his destiny, his sanity, and his heart—and he has to work with a fallen angel to win her over and redeem his own soul.




CRÍTICA
Acabei de ler “Cobiça” a 13 de junho de 2012; dou-lhe quatro estrelas.
Este foi o primeiro livro que li de JR Wards. Achei que a autora tem um estilo muito masculino, ou seja, escreve a estória quase como se fosse um homem. Talvez isto se deva ao facto da personagem principal ser um homem, quem sabe?
Gostei, no geral. É uma narrativa que recupera a luta entre o bem e o mal, entre anjos e demónios. Creio que é um tema que tem muito que explorar se se souber enveredar pelo caminho certo.
O que mais me agradou foi o romance adicionado. De início parecia uma estória desprovida de sentimentos desse género, no entanto acaba por surgir um par romântico com umas quantas imagens gráficas à mistura. Contudo, achei que se apaixonaram demasiado depressa. Como a própria autora escreveu, foi “atração cósmica instantânea”; porém, daí a três dias estavam a afirmar com todas as certezas que se amavam. Ena! Que tal um pouco de calma?
Houve partes que achei confusas ou, talvez, forçadas. Foi uma sensação com que fiquei, por exemplo, em algumas cenas em que entram os anjos motoqueiros. Outra coisa que achei desnecessária foi o acrescento da clarividência à personagem de Vin. Ele bem podia ser uma personagem ao jeito do velho avarento Scrooge; não era preciso acrescentar-lhe algo de paranormal, a sua avareza e desprendimento da vida já eram razões para lutar para lhe salvar a alma.
Independentemente disto, gostei do Jim. Ao estilo dele, é um “filho da mãe” interessante, pelo que vou tentar seguir as suas próximas aventuras.

REVIEW
I finished reading “Covet” on June 13, 2012. I rate it four stars.
This was the first book I read by JR Ward. I found the author has a very masculine style, ie, the story almost seems written by a man. Perhaps this is because the main character is a man, who knows?
I liked it overall. It is a narrative that recovers the struggle between good and evil, angels and demons. I think this is a topic that has much to explore if you are able to go down the right track.
What pleased me most was the added romance. At first, it seemed a story devoid of feelings of this kind; however, a romantic couple showed up with a few graphics to the mix. Nevertheless, I thought they fell in love too quickly. As the author herself wrote, it was a "cosmic instant attraction". But three days later they were saying with all certainty that they loved each other? Wow! How about slowing down a little bit?
There were parts that I found confusing, or perhaps forced. It was a feeling I got, for example, in some scenes where entered the angels who were bikers. Another thing I thought unnecessary was to add clairvoyance to the character of Vin. It could well be a character to the way the old miser Scrooge; it was not necessary to add him something paranormal - his greed and selflessness of life were already reasons to fight to save his soul.
Regardless, I liked Jim. In his style, he’s an interesting “son of a bitch”, so I’ll try to follow his next adventures.

domingo, 15 de julho de 2012

Livros&Blogues| Books&Blogs




Nome: Claire Reads
Administradora: Claire Frith



ENTREVISTA A CLAIRE

Olá! Quando nasceu o teu blogue?
31 de janeiro de 2012. É apenas um blogue bebé!

Que razões te levaram a criá-lo?
O tédio principalmente. Sou uma mãe doméstica e andava a desperdiçar muito tempo durante o dia; então decidi fazer algo produtivo! Além disso, adoro ler, por isso só fazia sentido.

O que podem os visitantes encontrar no blogue?
Oh, um pouco de tudo! Críticas, claro, entrevistas a autores, guest posts, muitos passatempos e também posts "Waiting On" (“À Espera de”) à quarta-feira. Ocasionalmente, também podem encontrar outras publicações aleatórias relacionadas com livros!

Que balanço fazes desde que criaste este espaço até hoje?
Estou a adorar até agora! Desde que comecei, construí-me uma pilha para crítica em massa, mas agora que comecei a Uni, está a ser um pouco negligenciada, por isso vou ter que recuperar o ritmo novamente em breve.

Quais as maiores dificuldades que encontraste enquanto blogger?
Drama Blogger. Quando estou no Twitter, sempre oiço falar de um novo drama. É um pouco patético e principalmente ridículo, mas faz-te sentir que não podes fazer qualquer movimento errado ou passarás a ser evitado pela comunidade de blogues de livros.

Qual a maior alegria que o teu blogue te deu?
Conhecer novas pessoas de todo o mundo! A networking é realmente fantástica! Além disso, ajudar os autores independentes a promoverem o seu livro é sempre muito divertido!



INTERVIEW TO CLAIRE

Hello! When was your blog born?
January 31st 2012. It's just a baby blog!

What reasons led you to create it?
Boredom mostly. I am a stay at home mother and I was wasting a lot of time during the day so I decided to do something productive! Plus I love reading so it just made sense.

What can visitors find in the blog?
Ooh, a bit of everything! Reviews of course, author interviews and guest posts, plenty of giveaways and then "Waiting On" Wednesday posts. Occasionally you will also find other random book related posts!

How did things go since you created this space until today?
I am loving it so far! Since I started, I built myself a massive review pile, which now I have started Uni, is getting slightly neglected, so I'll have to pick up the pace again soon.

What were the biggest difficulties you found as a blogger?
Blogger drama. When I'm on Twitter, you always hear about new drama. It's slightly pathetic and mostly ridiculous, but it makes you feel like you can't make any wrong move or you might get shunned from the book blogging community.

What’s the greatest joy your blog has given you?
Meeting new people across the world! The networking really is fantastic! Plus helping Indie authors promote their book is always fun too!