quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Opinião: "Deusa do Mar"




FICHA TÉCNICA
Título: Deusa Do Mar
Autora: P. C. Cast 
ISBN: 9789895579860
Edição ou reimpressão: 02-2012
Editor: Edições Asa


SINOPSE
Christine Canady, CC, é sargento da Força Aérea e no dia do seu 25º aniversário, já depois de uns quantos copos de champanhe a mais, faz uma dança em cima do balcão do bar pedindo à deusa da terra um pouco mais de magia na sua vida.
No dia seguinte, o seu voo com destino ao médio oriente, num C-130, termina num desastre com o avião a despenhar-se no Oceano. Quando pensava que o seu destino estava traçado e a sua morte era certa, ela apercebe-se de que está a respirar debaixo de água e se encontra perante a mais bela sereia que poderia imaginar.
Concedendo à sereia o desejo de ser humana, elas trocam de consciência e em breve CC vê-se imersa nas intrigas da corte das sereias, e com dificuldade em resistir aos encantos do pretendente real. Mas, o desejo de voltar a terra vai fazer com que CC se cruze com o cavaleiro dos seus sonhos, vendo-se envolvida num arrebatador triângulo amoroso.




OPINIÃO
Acabei de ler este livro a 17 de setembro de 2016 e dou-lhe quatro estrelas.
Desde a série da Casa da Noite que não lia nada desta autora, mas foi fácil reconhecer a sua escrita. A expressão “ato contínuo” nunca foi tão usada, lol! É uma das marcas que permite identificá-la facilmente.
Gostei desta história. CC é uma mulher independente e respingona, que tenta afirmar-se num contexto de óbvio domínio masculino. No entanto, e ao mesmo tempo, é vulnerável; na minha opinião, demasiado. É apresentada como uma mulher que se esconde atrás de uma fachada dura, mas que, na verdade, é solitária, triste e carente. Gostava que fosse menos assim e a sua fachada fosse mais real. Às vezes custa-me ter uma mulher de armas e, afinal, é uma coitadinha que se esforça por esconder essa triste realidade de todos.
À parte disso, gostei da história romântica, da mistura da mitologia com a atualidade e da forma como os deuses antigos foram trazidos até aos dias de hoje.
Vou continuar a ler a série e passar já ao segundo volume.

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Opinião: "O rapaz do pijama às riscas"



Título: O Rapaz do Pijama às Riscas
Autor: John Boyne
ISBN: 9789896600839
Edição ou reimpressão: 07-2011
Editor: BIS
Páginas: 192



SINOPSE
Bruno, de nove anos, nada sabe sobre a Solução Final e o Holocausto. Não tem consciência das terríveis crueldades que são infligidas pelo seu país a vários milhões de pessoas de outros países da Europa. Tudo o que ele sabe é que teve de se mudar de uma confortável mansão em Berlim para uma casa numa zona desértica, onde não há nada para fazer nem ninguém para brincar. Isto até ele conhecer Shmuel, um rapaz que vive do outro lado da vedação de arame que delimita a sua casa e que estranhamente, tal como todas as outras pessoas daquele lado, usa o que parece ser um pijama às riscas.





OPINIÃO
Acabei de ler este livro a 7 de setembro de 2016 e dou-lhe quatro estrelas.
Já tinha ouvido falar bastante do filme deste livro, tanto que decidi, finalmente, procurar a obra. Para minha sorte, estava disponível na Biblioteca Municipal, pelo que a trouxe comigo e a li. 
Gosto que a história seja contada da perspetiva de uma criança. O seu ponto de vista é ingénuo e puro e, ao mesmo tempo, levanta as questões mais básicas que muitas vezes nos fazemos sobre o que se passou. O final é triste e diz tanto... Ler/ ouvir histórias sobre este período emociona-me sempre e esta narrativa não foi exceção. 
Quanto ao filme, vi o DVD logo em seguida. À parte das já tradicionais diferenças entre filme e livro, este reflete uma visão mais adulta e ajuda-nos a perceber certas realidades que não percebemos quando vistas pela perspetiva de Bruno. (Ou filme assim o quer dar a entender...) 
Diferenças à parte, foram ambos interessantes.